Atenção com seu site: certificado SSL será necessário para o Google

Atenção com seu site: certificado SSL será necessário para o Google

Pronto para oferecer mais confiança para seus clientes? A partir deste mês (Julho), todos os sites que não tiverem o certificado SSL serão classificados como “não seguro” no navegador do Google. É verdade que isso já estava acontecendo há alguns anos, como uma política da empresa de oferecer mais segurança aos consumidores. No entanto, a partir de 1º de julho de 2018, esse controle será ainda mais acirrado. Veja por que!

Por que o certificado SSL é tão importante para o Google

Antes de mais nada, é interessante saber o que é e para o que serve o certificado SSL. Basicamente, ele tem duas funções. A primeira delas é garantir que todos os dados transmitidos sejam seguros e sigilosos através de um canal criptografado. A segunda é fazer a identificação, inequívoca, do proprietário do site.

Ou seja, o certificado SSL visa reduzir ao máximo a vulnerabilidade das empresas, assim como oferecer mais confiança para o consumidor. Esse protocolo de segurança procura evitar invasões e roubo de dados, o que é muito mais fácil nos sites HTTP.

Atenção com seu site: certificado SSL será necessário para o Google

Certificado SSL aumenta a segurança da informação

A questão é que muitas empresas agem de má fé, geralmente por uma simples questão de economia. Elas aproveitam que a maioria das pessoas desconhece os riscos da exposição a que estão sujeitas nos sites HTTP e simplesmente negligenciam a proteção dos dados que foram coletados.

Com isso, informações valiosas – como banco de senhas, histórico de transações, dados pessoais, documentos etc – podem cair em mãos erradas.

Se fosse só isso, já seria ruim. A questão é que, em contrapartida, começaram a aparecer várias autoridades certificadoras com procedimentos pouco confiáveis.

É o caso da emissão de um protocolo de criptografia sem validar a identificação dos antecedentes – ao contrário do certificado SSL. Ou seja, o conteúdo é criptografado para o cliente, sem garantia de que ele seja o dono da informação.

Por isso, cada vez mais quem defende uma web segura defende também a adoção de HTTPS, apostando na confiabilidade e na segurança das informações.

Atenção com seu site: certificado SSL será necessário para o Google

Cerco cada vez mais fechado aos HTTP

Por isso a Google já vem a alguns anos apontando a insegurança dos sites HTTP. No entanto, a partir de hoje a empresa começa a trabalhar ainda mais arduamente para a adoção do certificado SSL.

Em 2017, tanto o Chrome quanto o Mozilla começaram a marcar sites com formulários e campos de entrada em páginas atendidas via HTTP como “não seguro”. A campanha, segundo eles, funcionou.

De acordo com o Google, 81 dos 100 melhores sites usam HTTPS por padrão. Além disso, mais de 78% do tráfego do Chrome, Chrome OS e MAC estão protegidos. O mesmo acontece com 68% do tráfego no Chrome Android e no Windows.

Acontece que o Chrome e o Mozilla são os navegadores mais populares da internet. Juntos, somam 75% de toda a navegação. Isso significa que a maioria dos seus clientes e do seu público-alvo verá seu site como não seguro se ele não tiver o certificado SSL.

No mínimo, será uma grande perda de credibilidade e uma provável migração para o site do concorrente que é HTTPS.

Atenção com seu site: certificado SSL será necessário para o Google

Por que HTTPS é melhor

Sim, o HTTPS então aumenta a confiança do seu cliente, mas essa não é sua única vantagem. Além de mais seguro, tudo indica que ele também colabora com o ranking de SEO e é mais rápido do que o HTTP.

E é claro que você sabe que a velocidade do site tem influência direta também na experiência de navegação do cliente. Um site rápido – que pode ficar ainda melhor com o uso do HTTP/2 – retém seus visitantes e colabora para a conversão.

Assim, as principais vantagens do HTTPS são:

  • Dificulta a escuta das conversas, o roubo das informações dos visitantes e o rastreamento das atividades;
  • Mostra que o vistante está abrindo o site correto e não sendo redirecidonado para site malicioso;
  • Detecta se um invasor tentar alterar dados;
  • Ajuda a ranquear SEO;
  • É mais rápido.

A nova configuração do Chrome 68 força um movimento ainda mais forte do mercado em direção à internet segura. E o próprio Google procura orientar as formas mais fáceis de adotar o HTTPS, prestando informações o suporte.

Com tudo isso, você não vai querer perder credibilidade diante de seus clientes, vai? Providencie o certificado SSL e mantenha sua visibilidade online em alta!

E você, já trabalha com o certificado SSL?  

Não perca tempo, contrate já seu Certificado SSL, fale com nossos consultores: 

Comentários

Posts Relacionados