Como a construção civil está enfrentando a crise

Como a construção civil está enfrentando a crise

O cenário inédito da pandemia do coronavírus desencadeou uma série de anomalias na economia mundial. Todas as áreas estão tendo que se adaptar, entre elas o mercado imobiliário brasileiro. No entanto, apesar da interrupção brusca do que já estava sendo encarado por especialistas como um bull market, a construção civil mostra sinais de estar preparada para o desafio.

Expectativa é positiva para a construção civil

Ainda que soluções mágicas não existam, a expectativa é positiva para o palco a médio e longo prazo na construção civil.

Março se mostrou o pior mês, com a maioria dos papéis fechando abaixo do Ibovespa, a -36,78%. O Índice de Confiança da Construção (ICC), por sua vez, chegou a 90,8 pontos, uma redução de 2,0.

Recuando um pouco o olhar, o resultado não chega a surpreender. Março foi o primeiro mês de pandemia, com medidas extremas para conter a contaminação.

Em meio à surpresa, ao isolamento social, à queda de receita da população e ao número crescente de infectados pela Covid-19, seria difícil uma reação diferente do mercado.

Hoje, no entanto, o novo normal já é uma realidade. Apesar de a pandemia permanecer, as estruturas já estão mais organizadas para combater o vírus da crise na construção civil.

Como a construção civil está enfrentando a crise

Construtoras se preparam para encarar os novos desafios

A construção civil sempre foi um termômetro das mudanças sociais, por isso mesmo tradicionalmente trabalhando por ciclos prolongados. A mudança brusca na vida das pessoas, no entanto, trouxe desafios inesperados.

O consumidor está mudando de perfil rapidamente. Está mais cauteloso, mais exigente, atento a novos horizontes.

Há todo um novo comportamento nas ruas, da restrição aos espaços públicos à consolidação de várias tendências, como o home office e o Ensino à Distância (EAD).

Agora é preciso lidar com uma forte demanda por imóveis mais amplos, preparados para o trabalho remoto, com área de lazer privativa e afastados da região central.

Assim, o mercado imobiliário, que se via em pleno boom dos microapartamentos, dos condomínios com amplas áreas comuns e serviços compartilhados, também está tendo que mudar na mesma velocidade. E está conseguindo.

O bom planejamento dos anos anteriores, que resultou na recuperação de 2019, manteve a construção civil preparada. No entanto, é na tecnologia que reside a maior mudança. Em sintonia com o novo normal, as ferramentas digitais estão capitaneando o ressurgimento do mercado.

Como a construção civil está enfrentando a crise

Mercado está construindo a nova realidade

Assim, o mercado imobiliário está construindo a sua nova realidade, correndo para se adaptar aos novos tempos. O corretor precisa ficar atento às mudanças de comportamento tanto quanto aos mecanismos de reação da construção civil.

Arquitetos, construtoras, agentes de financiamento imobiliário, fornecedores, enfim, toda a cadeira produtiva do construbusiness está investindo em medidas de atenuação da crise.

São taxas mais baixas, crédito imobiliário facilitado, redução da burocracia, espaços repensados, administração online, inclusão de custas no financiamento, etc.

Por outro lado, muitas construtoras se adaptaram bem aos novos protocolos de segurança sanitária, conseguindo manter a continuidade das obras e o cumprimento no prazo das entregas.

Como a construção civil está enfrentando a crise

Soluções virtuais expandem os negócios

Se a alternância entre períodos de quarentena e flexibilização ainda deverão prejudicar alguns negócios exclusivamente presenciais, por outro o mercado imobiliário encontra cada vez mais soluções tecnológicas para o atendimento à distância – em todos os níveis de negócio.

A imobiliária digital não é tendência, não é aposta, não é futuro. A imobiliária digital é realidade, é presente, é sobrevivência.

O uso da tecnologia não é mais “apenas” uma forma de alavancar negócios. Cada vez mais ela caminha para ser, praticamente, a única forma de fazer negócios.

Hoje já é possível locar, comprar e vender imóveis 100% online. O volume cada vez maior da quantidade de contratos de imóveis protocolados de forma virtual mostra a importância estratégica dos serviços cartorais online.

Novidades não faltam para o corretor de imóveis que quer expandir seus negócios e fazer parte desse novo mundo. São visitas virtuais, registro online de imóveis, atendimento remoto, contrato digital, redução do tempo da análise de crédito e muito mais.

Como a construção civil está enfrentando a crise

Corretor precisa atualizar estratégias

Por isso, não basta a reação da construção civil. Para superar a crise, é preciso que também os corretores atualizem suas estratégias.

Segundo a Associação Para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil (ADIT Brasil), apesar do cenário de pandemia e um futuro ainda incerto, 55% das pessoas mantém o desejo de comprar imóvel.

Isso mostra que há muito trabalho pela frente e não é hora de desistir da carreira. Muito pelo contrário.

Essa é a hora certa para investir em ferramentas que criem diferenciais para a sua imobiliária, que incrementem os canais de comunicação com o cliente, que permitam ações com direcionamento mais assertivo e o suporte certo em todos os processos.

Dessa forma o corretor estará sabendo acompanhar a reação da construção civil contra a crise e participando de uma verdadeira revolução no mercado imobiliário do novo normal.

Para ter as ferramentas certas, o corretor precisa de um sistema de ponta e de confiança. Venha experimentar gratuitamente o Imobzi e descubra tudo o que ele pode fazer pelos seus negócios!

Comentários

Posts Relacionados