DRE para a sua Imobiliária

DRE para a sua Imobiliária

O Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) não é termo muito conhecido entre as imobiliárias. Há, basicamente, dois motivos para isso: a falta de conhecimento a respeito e a dificuldade em sua elaboração.

Isso porque há dois tipos de DRE. Um deles é o contábil, realizado por um contador que envia as informações diretamente para a Receita Federal. Nesse tipo há um nível maior de dificuldade operacional.

No entanto, há ainda um modelo gerencial de DRE que pode – e deve – ser realizado pela sua imobiliária. Ele é menos complicado, mas ainda assim, como o outro, requer disciplina, boa organização e um bom software imobiliário que facilite a gestão.

Em ambos os casos, há vários benefícios financeiros para a imobiliária. O principal deles é uma análise cirúrgica das finanças, permitindo ações mais assertivas e lucrativas.

DRE para a sua Imobiliária

Como fazer o DRE gerencial e por que ele é tão importante

O DRE gerencial é um relatório financeiro, sem fins contábeis. A ferramenta permite uma visão mais clara de seus índices de lucratividade ao detalhar e confrontar as principais receitas despesas de cada período.

Esse tipo de DRE não tem como objetivo substituir o demonstrativo elaborado pelo contador. A ideia é suprir o administrador com um resumo mensal com os resultados operacionais e não operacionais da imobiliária.

 

 

Dessa forma, é importante que o DRE siga uma determinada estrutura para que possa haver uma avaliação horizontal (AH) e vertical (AV).

Esse modelo, no entanto, não é obrigatório nem tem restrições – ao contrário do DRE contábil, regido pela legislação.

Veja o passo a passo sugerido:

  1. Apresente a Receita Operacional (oriunda de vendas e locações) na primeira linha;
  2. Deduza as despesas operacionais (despesas administrativas, pessoal, impostos, marketing etc) para chegar ao Resultado Operacional;
  3. Subtraia agora, do Resultado Operacional, todas as receitas e as despesas não operacionais. Assim você chega ao Lucro ou Prejuízo Líquido;
  4. A esse resultado acrescente as captações de recursos e deduza os investimentos em imobilizados. Dessa forma você chega ao objetivo da DRE, que é o Resultado Final – que pode ser lucro ou prejuízo.

DRE para a sua Imobiliária

AH e AV: o que são e para que servem

Com esse modelo de DRE é possível analisar a movimentação ao longo do tempo através da Avaliação Horizontal (AH).

Assim, a AH mostra se os valores aumentaram ou diminuíram ao longo do mês, do trimestre ou do ano, por exemplo.

O gestor tem uma visão clara da evolução da sua imobiliária, comparando os mesmos planos de conta só que em períodos diferentes.

Para isso, basta um cálculo simples de comparação: AH = [(Valor atual do Plano de Contas/Valor do Plano de contas no período base) – 1] x 100. A comparação pode ser aplicada a qualquer linha do DRE.

Já a Avaliação Vertical (AV) pode ser feita de baixo para cima ou de cima para baixo. Ela mesura percentualmente cada plano de conta em relação à receita.

Nessa análise vertical as receitas operacionais ficam no topo, seguidas de todas as deduções referentes a impostos e despesas operacionais.

Dessa forma, é possível identificar padrões anormais ao comparar os percentuais aos anos anteriores. Assim é possível atuar de forma cirúrgica no plano de contas, melhorando o resultado pela análise da linha do tempo.

Aqui, o cálculo também é simples: AV = Conta (ou Plano de contas) /Receita Total x 100.

DRE para a sua Imobiliária

Dicas para otimizar seu DRE

Vale a pena ficar atento a algumas dicas que podem otimizar a produção do seu DRE. Veja algumas delas:

  • DRE e fluxo de caixa não são iguais. Os relatórios são complementares, baseados em conceitos financeiros distintos. Por isso, não necessariamente, os números de um são iguais ao do outro.
  • O DRE é um demonstrativo e, como tal, é resultado das inserções de valores e classificações previamente feitos em cada lançamento no sistema. Por isso, toda atenção é pouca na hora de registrar as transações. Só assim o relatório estará fornecendo dados realmente úteis e fidedignos das operações realizadas.
  • A elaboração da DRE é muito mais fácil através de sistemas imobiliários que integram todas as despesas e lançamentos de forma automática. Além disso o próprio custo da operação financeira é reduzido, já que o trabalho da equipe é otimizado.

E você, tem o hábito de fazer DRE na sua imobiliária? Quais os recursos que usa para analisar a sua gestão financeira e tomar decisões mais assertivas? Conte para a gente a sua experiência!

Comentários

Posts Relacionados