Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Não há como negar as transformações trazidas pela pandemia do novo coronavírus em vários setores da sociedade. A seu modo, cada área tem buscado soluções para sair da crise. No entanto, mais do que tomar medidas imediatistas e transitórias, é preciso também pensar o que o futuro pós-covid reserva para o mercado imobiliário.

Para isso, é fundamental conhecer as tendências que estão se consolidando, tanto quanto as que estão em plena formação. Só assim o corretor poderá se preparar para aproveitar todas as oportunidades – e elas não param de surgir.

Veja como identificar os rumos do mercado imobiliário no futuro pós-covid e criar bases sólidas de crescimento e sustentabilidade para a sua imobiliária.

Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Tecnologia e conectividade serão a base do mercado imobiliário no futuro pós-covid

Tudo aponta para o uso cada vez mais frequente e abrangente da tecnologia, especialmente em relação à conectividade.

O distanciamento social deverá continuar sendo o mote do novo normal, ancorado por novos hábitos e tendo os avanços tecnológicos como suporte.

De acordo com pesquisa da Brain Inteligência Estratégica, entre as principais tendências ganham destaque o home office, espaços de coworking nos condomínios residenciais, mais áreas verdes nos empreendimentos e imóveis ainda mais conectados.

Hoje o mercado imobiliário já sente o impacto direto da adoção em massa do home office, refletida na mudança na busca por imóveis.

Com o trabalho remoto, portanto, surge todo um leque de novas possibilidades, as quais, por sua vez, influenciam diretamente na forma de trabalhar dos corretores.

Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Mercado registra inversão na busca por imóveis

Por outro lado, o que se deve ver no futuro pós-covid é a consolidação do movimento inverso ao dos últimos anos: a busca por imóveis maiores e  afastados da região central.

Esse deslocamento deverá ser direcionado não só os bairros mais distantes, mas também às cidades do interior. Essa movimentação ganha força com a chegada da tecnologia 5G, favorecendo o trabalho remoto e a busca por mais conforto em imóveis maiores.

Apesar da chegada em julho mês em alguns bairros de oito capitais brasileiras, a partir de 2021, quando o 5G chegará na maioria das regiões, essa mudança deverá ser acentuada.

Por isso, o corretor precisa estar preparado para atender a um novo mercado, no qual a casa é a protagonista da história. Imóveis mais amplos e espaços multifuncionais ganham mais valor, assim como as áreas de lazer privativas.

Imobiliária digital ganha cada vez mais força

Com isso, é preciso alcançar os clientes onde eles estão – e, mais do que nunca, eles estão na internet.

É a imobiliária digital alavancando a revolução digital no mercado ao possibilitar que todos os processos de compra, venda e locação aconteçam cada vez mais no ambiente online.

Dessa forma, no futuro pós-covid a agilidade e a conectividade do corretor será o grande diferencial de atendimento no mercado imobiliário.

É preciso ter plataformas seguras, sites atraentes e intuitivos, que deem conforto e segurança para o cliente.

Por outro lado, o corretor deve ser cercar de ferramentas seguras, mas ágeis e fáceis de utilizar, que possibilitem o uso de dados confiáveis.

Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Mudanças nos escritórios no futuro pós-covid

Com a adoção permanente do home office por um número crescente de empresas, as mudanças nos padrões de escritórios são inevitáveis.

Hoje o mercado imobiliário já se depara com uma demanda significativa por novos modelos de workplaces.

O que mais mostra o caráter permanente dessa procura é justamente a busca por soluções a curto, médio e longo prazos.

Uma delas são os squads – grupos que se reúnem alguns dias da semana para trabalhar em um projeto comum enquanto outros membros permanecem em home office – está mudando o conceito tradicional das lajes corporativas e afetando os investimentos.

Dessa forma, os olhos começam a se voltar para a criação de hubs – espaços menores espalhados pela cidade. A ideia é dinamizar o deslocamento de profissionais que não puderem fazer trabalho 100% remoto.

Assim, a tendência é que as sedes das empresas, por sua vez, funcionem em espaços cada vez menores. Apesar disso, ainda sobrevive a aposta nos empreendimentos AAA mesmo no futuro pós-covid.

Ainda que de forma reduzida, os especialistas acreditam que empresas mais tradicionais continuem valorizando a localização, perfil, preço e infraestrutura desse modelo.

Mercado imobiliário no futuro pós-covid

Estratégias precisam ser atualizadas

A análise do mercado para a adaptação das estratégias de marketing e de vendas sempre foi uma necessidade constante no setor.

A diferença é que nunca essa velocidade de transformação foi tão grande. Por isso, a análise dos dados deve ser constante, de forma a manter a estratégia sempre atualizada com a realidade do momento.

Para o corretor a informação é o ativo mais precioso para atender o cliente, que, por sua vez, busca cada vez mais as facilidades da tecnologia.

Por isso, ingressar na transformação digital é garantir a sobrevivência do seu negócio. Investir em uma imobiliária digital é manter a competitividade no mercado imobiliário no futuro pós-covid.

Conheça o Imozi e descubra tudo o que o melhor sistema para imobiliária e corretores pode fazer pela sua empresa. Experimente gratuitamente e descubra como alavancar rapidamente as suas vendas!

Comentários

Posts Relacionados