Mercado imobiliário: o que esperar de 2019

Mercado imobiliário: o que esperar de 2019

PIB maior do que em 2018, mais linhas de financiamento, mais dinheiro no bolso da população e demanda em crescimento. As expectativas para o mercado imobiliário em 2019 não poderiam ser melhores.

Depois de alguns anos de estagnação devido à crise econômica, especialistas afirmam que, se o ano passado foi o da consolidação, esse ano promete ser o da expansão.

Mais movimento no setor, mais oportunidades para os investidores. De acordo com o Secovi-SP, o maior mercado imobiliário do país fechou o ano com cerca de 28 mil unidades lançadas.

O número é ligeiramente menor do que no ano anterior – 31,3 mil. A diferença está nas vendas. Para se ter uma ideia, só nos primeiros 9 meses de 2018 houve um aumento de 41% nas vendas em relação ao mesmo período de 2017.

Por isso, corretor, vale a pena ficar antenado com as tendências para o mercado imobiliário esse ano. Fique atento e reveja suas estratégias se for preciso, mas não deixe passar as oportunidades que vão surgir.

Impulso relevante para a construção civil

A inflação sob controle e a taxa de juros baixa fazem o Secovi-SP acreditar no crescimento do mercado imobiliário.

No entanto, mais do que baixar ainda mais o estoque, a tendência é que o setor da construção ganhe impulso. A expectativa é que o incremento do setor econômico abra bastante espaço para produtos com valores acima de R$ 240 mil.

A estimativa, inclusive, é de um mercado consumidor mais exigente, tanto em relação à qualidade dos imóveis quanto à negociação.

Mercado imobiliário: o que esperar de 2019

Mais linhas de financiamento

Uma das razões para isso é justamente o excesso de recursos para os financiamentos imobiliários.

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, eles devem chegar à casa dos R$ 100 bilhões – ou mais – até 2020.

Assim, deverá haver mais ofertas de linhas de crédito e maior disposição dos bancos para aprovar os créditos imobiliários.

A boa reação da economia à estabilidade da Selic a 6,5% indica que ela deverá se manter nesse patamar esse ano, favorecendo ainda mais os financiamentos.

Bons negócios com o programa Minha Casa Minha Vida

Atualmente em sua terceira fase, o Minha Casa Minha Vida, tem sido um grande impulsionador do mercado imobiliário.

Lançado pelo governo federal em 2009, tem incrementado o setor da construção, principalmente depois de sua última ampliação.

A princípio como objetivo de ajudar apenas pessoas com renda muito baixa a conquistar a casa própria, hoje o Minha Casa Minha Vida já abrange famílias com renda de até R$ 9 mil.

O teto para os imóveis em várias regiões e a inserção da possibilidade de compra de imóveis usados também faz o setor girar cada vez mais rápido.

Com a abertura para as famílias que ficaram fora do programa em suas primeiras fases, a expectativa é que o Minha Casa Minha Vida seja um excelente nicho de trabalho em 2019.

 

 

Consumidor mais confiante

O aumento da confiança do consumidor deve ser um grande diferencial para o mercado imobiliário em 2019.

Assim, a queda da taxa de juros, a inflação sob controle e a queda da taxa de desemprego têm impacto direto sobre o otimismo do consumidor.

Com a estabilidade econômica, ele se sente mais confiante em aplicar suas economias, ficando mais atento às oportunidades de investimento.

Assim, aumentam ainda mais as chances de negócios, aquecendo o mercado para corretores individuais e imobiliárias.

Aumento ainda maior do uso tecnologia

Para aumentar a competitividade diante desse cenário, o uso de plataformas digitais deve aumentar ainda mais. Além de oferecerem uma experiência de compra mais dinâmica para os consumidores, sites imobiliários e portais aumentam a visibilidade.

Dessa forma, a estimativa é que haja cada vez mais imobiliárias virtuais, que, por sua vez, precisarão dispor de tecnologia de ponta para se diferenciar diante da concorrência.

Mercado imobiliário: o que esperar de 2019

Por outro lado, a inovação e a integração de tecnologias será primordial para acompanhar o crescimento da demanda.

Softwares imobiliários, CRM, sistemas integrados, tour de 360ºC, atendimento exclusivo e online, uso de chatbots, funil de vendas e aplicativos são algumas ferramentas indispensáveis para o atendimento simultâneo de vários clientes sem detrimento da qualidade e para melhoria da experiência de compra do consumidor.

Fique atento às tendências do mercado imobiliário em 2019 e não perca nenhuma oportunidade de negócio!

Lembre-se: sabendo montar as personas certas para a sua imobiliária suas vendas vão aumentar! Clique aqui e saiba mais sobre o assunto!

Comentários

Posts Relacionados