Portabilidade do financiamento do imóvel

Portabilidade do financiamento do imóvel

Corretor, já pensou em ajudar seu cliente a economizar até R$ 200 mil fazendo a portabilidade do financiamento do imóvel?

Desde o ano passado, quando a taxa Selic começou a cair, essa tem sido uma boa solução para quem quer gastar menos com a compra da casa própria.

Para se ter uma ideia, em junho o próprio Banco Central divulgou uma pesquisa mostrando que o número de pedidos de portabilidade de crédito aumentou em 200%. Esse percentual significa um montante de R$ 1,68 bilhão.

Ao conseguir uma taxa de juros mais em conta, seu cliente pode fazer uma economia de até R$ 200 mil ao final do empréstimo. Claro que então vale saber mais sobre esse assunto para orientar seus clientes da melhor forma possível.

Veja o que é e por que a portabilidade do financiamento do imóvel pode ser um ótimo negócio para todos.

Portabilidade do financiamento do imóvel

Como funciona a portabilidade do financiamento do imóvel

Não há nenhum mistério na portabilidade do financiamento do imóvel. Na verdade, é apenas a migração de um banco para o outro com taxas mais atraentes.

Assim, quando uma instituição financeira com juros menores assume o financiamento, é possível reduzir o total pago ao banco.

Se a migração da dívida já era interessante no início da queda da taxa Selic, em tempos de economia instável por causa da pandemia do novo coronavírus a ideia da portabilidade do financiamento imobiliário fica ainda mais atraente.

Principalmente quando analisamos a taxa Selic atual, que acaba a chegar, pela oitava vez consecutiva, a sua mínima histórica: 2,25% a.a.

O problema é que, na prática, as taxas do financiamento imobiliário não tiveram tanta influência com a queda da Selic quanto as dos créditos consignados e automotivos, por exemplo.

Isso, justamente por causa da pandemia, que tornou o cenário incerto, com alto risco de inadimplência. Por isso, a figura do corretor é muito importante para guiar estrategicamente o cliente para o banco certo.

Uma redução pequena no valor da mensalidade pode não parecer grande coisa a princípio, mas faz diferença.

Um empréstimo de R$ 300 mil a 10% ao ano por 30 anos, pode significar uma economia de R$ 200 na parcela mensal com redução de apenas 1% ao mês, totalizando uma economia final de R$ 40 mil.

Já um contrato de financiamento de R$ 500 mil a 9,5% a.a., a portabilidade do financiamento do imóvel pode render uma economia final de R$ 140 mil, com a taxa reduzida para 7,5% ao ano.

Portabilidade do financiamento do imóvel

Como saber quando a portabilidade vale a pena?

É importante conhecer as taxas praticadas pelas instituições financeiras para ter poder negociação com o banco de origem do financiamento.

De acordo com o BC, em 2019, a chamada renegociação de mercado somou nada menos que R$ 9,94 bilhões.

O relatório da instituição mostra que mais de 30 mil contratos foram renegociados diretamente com o banco que já era o financiador, sem o envolvimento de outra empresa de crédito.

No entanto, o próprio Banco Central mostra que há muitas possibilidades de portabilidade no mercado.

O estudo Portabilidade de crédito imobiliário” no Relatório de Economia Bancária (REB) do BC mostra que há 570 mil operações contratadas antes de 2019 com taxas acima de 10% a.a.

No total, são R$ 102,8 bilhões em operações adimplentes e que podem ser beneficiadas pela portabilidade do financiamento do imóvel.

Segundo o BC, hoje a média das novas taxas portadas está em 7,7% a.a., significando uma redução de pelo menos 2,99 pontos percentuais em relação às taxas originais contratadas.

O estudo mostra ainda que 79% dos contratos portados são créditos imobiliários gerados entre o segundo semestre de 2015 e o primeiro semestre de 2017 – período em que o mercado apresentou as maiores taxas no passado recente.

Portabilidade do financiamento do imóvel

Identifique novos negócios em potencial

Por isso, essa pode ser uma ótima oportunidade para ajudar seus clientes a economizarem. Afinal, o trabalho do corretor não deve acabar com a venda do imóvel.

Um bom pós-venda é fundamental para criar diferenciais de atendimento que fidelizam seu cliente.

O primeiro passo, então, é ter um bom domínio da sua carteira de clientes.

Manter registros precisos e atualizados das suas vendas é importante para saber quem pode ser beneficiado pela portabilidade do financiamento imobiliário.

Lembre-se que, economizando no custo final do crédito, seu cliente pode voltar a fazer negócio com você.

O valor economizado pode se reverter na entrada para uma casa de veraneio, um upgrade para uma moradia maior ou um novo investimento imobiliário para os filhos.

Sem falar que um atendimento personalizado geralmente se converte em indicação para os amigos, que podem render muitos outros bons negócios.

O ideal, então, é ficar bem familiarizado com o assunto e estar sempre atualizado sobre as taxas dos principais bancos.

Há várias soluções tecnológicas que podem ajudar o corretor a ter total domínio da sua clientela, como funil de vendas, CRM, aplicativos e sistemas integrados.

O Imobzi é o melhor e mais completo sistema para corretores e imobiliárias do mercado. Com ele você tem acesso a todos os dados que precisa para criar a melhor estratégia de trabalho.

Experimente o Imobzi gratuitamente e descubra como elevar seus negócios a um novo patamar de sucesso!

Comentários

Posts Relacionados