Projeções para o mercado imobiliário em 2022

Projeções para o mercado imobiliário em 2022

Resiliência. O conceito nunca caiu tão bem no setor quanto nos últimos 18 meses. Atravessou os tempos de pandemia passando da incrédula imobilidade às soluções inovadoras, está prestes a fechar o ano em alta e tem ótimas perspectivas para o ano que vem. A expectativa é que o mercado imobiliário em 2022 seja ainda mais fértil do que tem se mostrado.

Estas são boas notícias para o corretor, desde que ele saiba identificar e aproveitar as oportunidades. Afinal, o mercado imobiliário não atravessa a crise do coronavírus em alta permanecendo o mesmo.

Muito pelo contrário, toda essa resiliência é justamente fruto de uma profunda transformação digital e da agilidade de adaptação aos novos hábitos e demandas dos consumidores.

As estatísticas mostram que a busca pela casa própria não parou por causa da pandemia. Foi até incentivada pelas medidas de mitigação e pela baixa histórica da Selic que manteve os juros baixos por um bom tempo.

Hoje, mesmo com a quarta alta consecutiva da Selic em agosto, para 5,25% – patamar ainda considerado baixo – as estimativas são boas para o mercado imobiliário em 2022. A projeção do Relatório de Mercado Focus é que a taxa básica de juros feche 2021 em 7% ao ano.

Conheça as principais projeções e prepare-se para aproveitar as oportunidades.

Principais pontos do mercado imobiliário em 2022

Todo corretor sabe bem a complexidade que compõe o setor. Por isso não adianta só pensar na Selic, nos estoques e no marketing. É preciso ficar atento a vários aspectos para traçar sua própria estratégia de vendas no mercado imobiliário 2022.

Preços dos imóveis devem subir no próximo ano

Por outro lado, os especialistas veem o mercado imobiliário em 2022 especialmente bom para os lançamentos. E o motivo é simples: os estoques de imóveis prontos praticamente zerou.

De acordo com o Índice FipeZap, o preço dos imóveis disparou 0,64% entre junho e julho deste ano. Foi a maior alta de um mês para o outro desde 2014. No acumulado de 2021, a subida chegou a 2,82% nas 16 capitais pesquisadas.

Conforme a Câmara da Indústria da Construção (CBIC), os preços devem crescer porque os estoques de imóveis estão no menor patamar em 10 anos. Os custos de produção continuam pressionados, mas como ainda não há margem para repasse os estoques devem se aproximar do zero em 2022.

Essa carência de lançamentos deve fazer com que a subida de valores chegue também aos terrenos e aos imóveis avulsos. Para os especialistas, a tendência é de que os preços sejam catapultados em até 30% nos próximos 12 meses.

Projeções para o mercado imobiliário em 2022

Bons tempos para investimentos

O ano deve ser bom também para os investimentos. Segundo o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), a poupança está abarrotada. Isso significa que as instituições de crédito imobiliário estão plenas de recursos.

Com isso, a propriedade imobiliária ainda deverá seguir sendo a forma mais segura de manter a capitalização do dinheiro. Além disso, com a alta dos preços em 2022, comprar agora pode significar um bom retorno a médio prazo.

Por outro lado, como as taxas de financiamento imobiliário estão na casa de um dígito, a valorização potencial de um imóvel novo pode até superar o custo do empréstimo.

Esse panorama pode ser vantajoso para o investidor que souber administrar o preço do financiamento e a venda do imóvel num período de até seis anos. Para o corretor esta é chance de criar uma consultoria diferenciada encontrando os melhores imóveis para este perfil.

Perfil dos imóveis no mercado imobiliário em 2022

Os especialistas apontam duas grandes vertentes no perfil dos imóveis no mercado imobiliário 2022. A primeira é bastante tradicional. São os apartamentos de dois quartos, entre R$ 250 mil e R$ 300 mil, financiados para clientes com renda entre R$7 mil e R$10 mil.

Essa parcela do mercado responde aos cerca de 1,4 milhão de arranjos familiares anuais, entre casamentos e divórcios. A estimativa é da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

A segunda são os imóveis de alto padrão, que devem continuar em alta, especialmente aqueles entre R$ 900 mil e R$ 1,5 milhão. No entanto, os especialistas apontam um nicho pouco explorado e que pode render boas oportunidades no ano que vem. São os imóveis entre R$ 750 mil e R$ 900 mil, que correspondem a uma “nova classe média”.

Projeções para o mercado imobiliário em 2022

Busca por qualidade de vida

Uma das maiores transformações sociais trazidas pela pandemia é a busca cada vez maior pela qualidade de vida. E isso se reflete diretamente no setor, criando um perfil que não deve se modificar mesmo com a vacinação. É a busca por imóveis mais amplos, com espaço para home office, mais área de lazer e espaços ao ar livre e mais afastados das regiões centrais.

Se por um lado aumentou a procura por casas com áreas de lazer privativas, os condomínios devem oferecer cada vez mais soluções para todos os membros da família.

Essa busca pela qualidade de vida se reflete também nos projetos com soluções sustentáveis, como energia limpa e renovável, coleta seletiva, melhor manejo dos detritos e plantas mais arejadas, favorecendo a entrada de ar e luminosidade natural.

Projeções para o mercado imobiliário em 2022

Hábitos de consumo

A pandemia trouxe novos hábitos de consumo de forma geral. No mercado imobiliário eles foram bastante favoráveis ao setor. Hoje o cliente já descobriu que não precisa estar presente para conhecer o imóvel e não quer saber de burocracia desnecessária.

Assim, o mercado imobiliário em 2022 deve se tornar cada vez mais tecnológico para suprir esta demanda. Visitas virtuais, serviços online, assinaturas digitais e agilidade no processo são só o começo.

Por isso, o setor deve investir pesado em tecnologia para suprir o consumidor de meios para encontrar, conhecer e fechar negócios de forma cada vez mais rápida e segura, sem necessidade da presença física.

Novas tecnologias

Com isso, a adoção de novas tecnologias para venda e aluguel de imóveis é um caminho sem volta. A transformação digital se manterá sendo prioridade no mercado imobiliário em 2022, como forma de agilizar processos, oferecer mais segurança para os clientes e otimizar a rotina nas imobiliárias.

Essas projeções devem ajudar o corretor a criar sua estratégia de venda baseada nos principais pontos do mercado imobiliário em 2022.

Para isso é preciso estar alinhado às novas tecnologias. Venha conhecer a plataforma para corretores e imobiliárias mais moderna e completa do mercado e veja como Imobzi pode alavancar suas vendas!

Comentários

Posts Relacionados