Reforme na Baixa, Fature na Alta: Série mostra como deixar os imóveis de locação mais atrativos

Reforme na Baixa, Fature na Alta: Série mostra como deixar os imóveis de locação mais atrativos

Buscar novas formas de atrair o público-alvo e aumentar o valor agregado dos imóveis de locação é basicamente uma obrigação do corretor. Sem falar que é uma questão de sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo, claro.

E fontes são o que não faltam, dando ideias e mostrando as novidades que estão dando certo mundo afora. É o caso de uma das séries originais da Netflix, a “Reforme na Baixa, Fature na Alta”.

O reallity show mostra como pegar imóveis de locação “caidinhos” e deixá-los atraentes e deslumbrantes para a temporada. Mas a grande sacada é que essa reforma promovida pela imobiliária também pode ser feita para imóveis à venda, aumentando seu valor de mercado e reduzindo o tempo de negociação.

Veja como é a série da Netflix e como aderir à novidade e aumentar vendas e locações.

A série inspira corretores para imóveis de locação

A série “Reforme na Baixa, Fature na Alta” é uma produção da Netflix em que uma designer de interiores (Genevieve Gorder) e um especialista no mercado imobiliário (Peter Lorimer) comandam a transformação de imóveis de locação de temporada.

A cada episódio a reforma acontece em um imóvel diferente, transformando suas características de forma a atrair o público certo. A série está na sua primeira temporada e tem sido um sucesso entre corretores e imobiliárias.

Reforme na Baixa, Fature na Alta: Série mostra como deixar os imóveis de locação mais atrativos

Solução adaptada ao mercado imobiliário brasileiro

Mas muito se engana o corretor que pensa que essa é uma solução exclusiva dos Estados Unidos. Aqui no Brasil imobiliárias especializadas em imóveis de locação, como a Quinto Andar, já adotaram a ideia.

Afinal, a falta de conservação é um dos fatores que mais afastam inquilinos. Muitas vezes, só a tradicional pintura não basta. Para isso a reforma é acordada com o proprietário, que encaram o investimento como compensador.

Na prática, assim como na série da Netflix, a reforma acontece através de uma parceria entre imobiliária e um design de interiores ou uma loja de decoração.

Como o imóvel de locação fica valorizado, é possível também pedir um preço de aluguel mais alto. Além disso, a rotatividade aumenta para temporada, reduzindo o tempo ocioso e garantindo uma melhor constância na renda.

Cada imobiliária tem uma forma de definir os termos da parceria e a divisão com o proprietário, mas cada um leva a sua parte e todo mundo ganha.

Solução também beneficia a venda

A série da Netflix aborda a questão da reforma em relação aos imóveis de locação de temporada, mas a solução também pode ser aplicada para a venda.

Nesse caso, várias imobiliárias brasileiras, como a Zap Imóveis, por exemplo, estão apostando em um tipo diferente de comercialização.

Muitos proprietários não encaram a reforma periódica como um investimento, mas sim como gasto.

Isso faz com que haja uma boa quantidade de imóveis em mau estado de conservação, e por conseguinte, com valor abaixo da média no mercado.

Eles então acabam entrando no alvo dos corretores, que veem aí uma ótima oportunidade de negócio.

Assim, as próprias imobiliárias estão comprando imóveis mal conservados para reformar e vender por um preço bem maior mais adiante. A margem de lucro é garantida e o investimento feito é recuperado com sobra.

Assim como para locação, a reforma também é feita através de parcerias. É feito todo um estudo de análise do mercado para determinar quais características do imóvel serão mudadas para melhor atender à demanda.

Por outro lado, o estado de conservação do imóvel também é considerado para que o negócio seja viável. Unidades com problemas graves, como os estruturais, não são atraentes para esse tipo de transação.

Reforme na Baixa, Fature na Alta: Série mostra como deixar os imóveis de locação mais atrativos

Reforma pode valorizar o imóvel em até 30%

De acordo com os especialistas, uma reforma pode garantir um acréscimo de até 30% no valor de venda ou locação de imóvel. No entanto, é muito importante pensar nas prioridades físicas, no que o mercado pede no momento e o público-alvo.

Um imóvel de locação de temporada na praia, por exemplo, deve contar com itens que facilitem a sua limpeza e sejam resistentes às intempéries. Piso frio, tecidos à prova d’água, deck de madeira, móveis de madeira tratada ou fibra sintética favorecem a decoração e são resistentes.

Além disso, sempre que possível é interessante apostar em itens que favoreçam a vida ao ar livre. Criar pergolados e varandas, por exemplo, são boa opções. No entanto, o corretor não pode esquecer que é muito importante contratar especialistas.

É preciso optar por profissionais que façam o investimento valer a pena, como decoradores, engenheiros e arquitetos.

Mas não adianta o imóvel estar bonito e atraente se o inquilino tiver problemas funcionais durante sua estadia. Por isso, a reforma elétrica e hidráulica devem estar sempre em primeiro plano.

Não esqueça: a reforma deve estar de acordo com o tipo de cliente que você quer atrair e também com o padrão dos demais imóveis da região.

Assim a imobiliária ganha mais uma forma para se destacar no mercado e fechar mais negócios em menos tempo!

Com tantos negócios sendo fechados, é preciso manter um bom controle financeiro. Veja como o split de pagamentos pode facilitar a sua gestão contábil!

Comentários

Posts Relacionados